Iron Maiden - Live After Death

 

Iron Maiden - Live After Death

Em um post lá para baixo, eu falei sobre um álbum do Rush e como ele foi o o meu primeiro LP de uma banda só (aos que estranharem o termo, é como um CD, só que maior, com um furo menor e toca dos dois lados Riso)... Bem, o Live After Death foi o meu primeiro Heavy Metal (Iniciei logo com um duplo/ao vivo) e tinha já algumas coisas que eu já conhecia dos programas de vídeo clip que tinham na época, como Flight of Icarus e The Number of the Beast.

O disco começa com um discurso de Winston Churchill durante os ataques da Alemanha nazista à Inglaterra em 4 de Junho de 1940 e emenda com Aces High (homenagem aos pilotos ases em combate). É uma pauleira atrás da outra que só vai relaxar um pouco na metade de "The Rime of the Ancient Mariner", quando o malfadado marinheiro da história atinge o fundo do poço e vê um a um os membros da sua tripilação serem arrastados para o fundo do mar por uma bruxa do mar. (Com direito à risada da bruxa do mar e o ranger do navio à deriva)

Para quem gosta do bom e velho Heavy Metal, Live After Death é bom do início ao fim. Destaco ainda Running Free, com aquela habitual interação com a platéia que não pode faltar em um álbum ao vivo e a minha favorita que é "The Phantom of the Opera", que encerra o show (Posso criar algumas inimizades com o comentário, mas a versão com o Bruce Dickinson varre o chão com a original do Paul Di'Anno.

Iron Maiden - Live After Death

1.     "Intro (Churchill's Speech)" 
2.     "Aces High" 
3.     "2 Minutes to Midnight" 
4.     "The Trooper"  
5.     "Revelations"  
6.     "Flight of Icarus"  
7.     "The Rime of the Ancient Mariner"
8.     "Powerslave"
9.     "The Number of the Beast"
10.     "Hallowed be Thy Name"  
11.     "Iron Maiden"  
12.     "Run to the Hills" 
13.     "Running Free"  
14.     "Wrathchild"
15.     "22 Acacia Avenue" 
16.     "Children of the Damned"
17.     "Die With Your Boots On"  
18.     "The Phantom of the Opera"